Wednesday, 24 de July de 2024
14°

Tempo nublado

Pariquera-Açu, SP

Dólar
R$ 5,66
Euro
R$ 6,13
Peso Arg.
R$ 0,01
Geral São Paulo

Dia do Doador de Sangue: veja hemocentros em universidades e faculdades de medicina

Juntas, elas são responsáveis pela coleta, processamento e distribuição do sangue doado em todo o território paulista O post Dia do Doador de Sangu...

14/06/2024 às 18h17
Por: Redação Fonte: Secom SP
Compartilhe:
Em 2023, foram produzidas mais de 226 mil bolsas de sangue
Em 2023, foram produzidas mais de 226 mil bolsas de sangue

No Dia do Doador de Sangue, comemorado nesta sexta-feira (14), a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo (SCTI), por meio dos hemocentros das suas vinculadas espalhados por todo o estado de São Paulo, incentiva a doação de sangue.

O Hemocentro de RIbeirão Preto, da Universidade de São Paulo, é referência nacional em assistência, ensino e pesquisa, e responsável por coletar, processar e distribuir sangue, hemocomponentes e hemoderivados para 1/3 do Estado de São Paulo com mais de 249 municípios, onde moram mais de 7 milhões de habitantes, além de atender, para diagnóstico e tratamento. Em 2023, foram produzidas mais de 226 mil bolsas de sangue. As unidades estão distribuídas por mais de nove cidades, tais como: Ribeirão Preto, Franca, Araçatuba, Presidente Prudente, Fernandópolis, Taubaté, Batatais, Olímpia e Bebedouro. Além disso, atende cerca de 130 serviços de saúde e possui quatro agências transfusionais (três em Ribeirão Preto e uma em Jales).

LEIA TAMBÉM: Governo de SP reforça importância da doação de sangue

O Hemonúcleo Regional de Araraquara da Universidade Estadual Paulista, atende 14 agências transfusionais, incluindo a região de Araraquara, composta por 10 municípios e 13 hospitais. Além da coleta de sangue, o hemonúcleo também tem suas atividades voltadas para a produção de hemocomponentes, que são produtos gerados nos serviços de hemoterapia, a partir do sangue total, por meio de processos físicos. Por ano, o hemonúcleo distribui cerca de 9 mil bolsas de sangue.

Na região de Campinas, encontra-se o Hemocentro da Universidade de Campinas (Unicamp) atuando como centro de referência regional nas áreas de Hematologia e Hemoterapia. Atendendo a uma população de aproximadamente 8 milhões de habitantes distribuídos em cerca de 88 municípios da RA de Campinas, o hemocentro realiza suas atividades assistenciais por meio de duas divisões administrativas: Hematologia e Hemoterapia.

Com quatro unidades de coleta, oferece ainda suporte para 60 agências transfusionais e 60 hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). Em junho, o hemocentro está trabalhando a campanha “Quem doa sangue é medalhista de ouro”, inspirada nas olimpíadas de Paris. Para isso, a unidade criou a tocha da solidariedade que está percorrendo as cidades onde realiza coleta de sangue e espera-se atender 7 mil doadores durante o mês, volume necessário para a manutenção dos estoques de sangue.

LEIA TAMBÉM: Posso doar sangue se tive dengue? Tatuagem impede doação? Tire dúvidas sobre o tema

Já na região noroeste do estado, o Hemocentro do Hospital de Base, vinculado à Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), recebeu mais de 31 mil doações de sangue durante o ano de 2023. Ao todo, o local coleta até 600 bolsas de sangue por mês e abastece 11 cidades da região, além de contribuir com o Hemocentro de Rio Preto.

O Hemocentro vinculado à Faculdade de Medicina de Marília (Famema) recebeu em 2023 mais de 13 mil doações ao longo do ano.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.